terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Mais um ex-presidiário foi assassinado

BONITO: Por volta das 6 horas da manhã desta segunda-feira (26), o corpo de um jovem foi encontrado as margens de um córrego na Rua 7, no bairro Mutirão, em Bonito. A Polícia Militar foi ao local e constatou que se tratava de um homicidio. A vítima, o ex-presidiário José Cleisson de Andrade, vulgo Luquinha, tinha 19 anos e morava na Rua 6, no mesmo bairro. 

Segundo o Cabo Torres (FOTO AO LADO), moradores da área ouviram um tiro durante a madrugada e como o local é de díficil  acesso, só foram ver o que se tratava pela manhã quando encontraram o cadáver. A vítima foi morta com apenas um tiro na face e segundo as pessoas que o conheciam, ele era usuário de drogas. O corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Caruaru. (Por Blog do Adielson Galvão)  
 


BR-104: Acidente com carro roubado deixa uma vítima fatal.

CARUARU: Por volta das 4h30 da manhã desta segunda-feira (26), nove jovens sofreram um grave acidente automobilístico na altura do Km 72,1 da BR-104, próximo ao CAUD, em frente a um redutor de velocidade, na zona rural de Caruaru, Eles voltavam da festa de Altinho em um único veículo, um Ônix branco, placa PFO-9085, de Dois Córregos (SP) e o motorista guiando o carro em alta velocidade, perdeu o controle da direção na curva e acabou capotando o veículo.   
Os nove ocupantes, sendo 5 mulheres e 4 homens sofreram ferimentos graves e foram socorridos pelo Samu para o Hospital Regional do Agreste (HRA), onde um menor identificado apenas por Felipe, morreu pela manhã e como todos estavam sem documentos, a Polícia Rodoviária Federal (PRF)  desconfiou e após algumas horas constatou que o carro foi tomado de assalto na noite de ontem em Caruaru e fazendo uma consulta em sistemas de buscas, descobriu que um dos ocupantes do carro, identificado por Erivanildo Gomes da Silva, de 22 anos, é foragido da justiça e tem uma vasta ficha criminal. Os demais ocupantes foram identificados por Wiliano Robson da Silva, de idade não informada e Honnai Diego Santos Araújo, de 19 anos.
 A PRF também informou que os quatro rapazes podem ter participado do assalto e foram a Altinho, onde encontraram as garotas e deram carona a elas no carro roubado e o motivo de terem sofrido o acidente exatamente no redutor de velocidade é pelo fato de estarem num carro roubado e por isso o motorista não reduziu a velocidade. Os oito feridos continuam internados e devem ser transferidos para o Hospital da Restauração em Recife, onde o Erivanildo ficará sob custódia policial e quando deixar o hospital será recolhido ao presídio. (Por Blog do Adielson Galvão)


segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

HOJE É O DIA DELES! FELIZ ANIVERSÁRIO!

 
 
A equipe do Blog do Elisberto Costa deseja a minha mãe ELIZABETE COSTA e aos aniversariantes MARCELO LIMA, EMANUEL ALEXANDRE, LUCAS LIMA, IVONEIDE LIMA, RICARDO GOMES, THIAGO INÁCIO e BRENDA FLORÊNCIO muita paz, saúde, sucesso e que todos os seus sonhos possam se tornar realidade! Feliz Aniversário!

domingo, 25 de janeiro de 2015

HOJE É O DIA DELES! FELIZ ANIVERSÁRIO!

 
A equipe do Blog do Elisberto Costa deseja aos aniversariantes FLAVIO KELY, LUCIANA ALMEIDA, JUCIENE SILVA, MARCIA MARIA e WERLLEM MOURA muita paz, saúde, sucesso e que todos os seus sonhos possam se tornar realidade! Feliz Aniversário!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

HOJE É O DIA DELES! FELIZ ANIVERSÁRIO!

A equipe do Blog do Elisberto Costa deseja aos aniversariantes CARLA MAIA, SÔNIA NASCIMENTO, NAYARA MOURA e ALEX RODRIGUES muita paz, saúde, sucesso e que todos os seus sonhos possam se tornar realidade! Feliz Aniversário!

BR-104: Dois jovens morrem carbonizados em acidente automobilístico

PANELAS: Mais um grave acidente envolvendo jovens foi registrado no Agreste pernambucano onde, na ocasião, dois amigos morreram carbonizados ao sofrerem um trágico acidente automobilístico no final da tarde de quinta-feira (22), na altura do Km 126 da BR-104, após a Serra do Criminoso, no sítio Limeira, zona rural de Panelas, próximo a divisa com a cidade de Quipapá.
As vítimas fatais foram o operador de áudio da Rádio Liberdade de Caruaru André Luis de Queiroz, de 21 anos (FOTO AO LADO), que morava na Rua Manoel Florêncio Sobrinho, no bairro José Carlos de Olivieira e Marinaldo Peixoto de Lima, de 28 anos (FOTO ABAIXO), que residia na Rua Venustriano Correia, no bairro Santa Rosa, que trabalhava como gerente de uma escola particular em Caruaru.  
Ambos eram solteiros e estavam cumprindo pena no regime semi-aberto do Centro de Ressocialização do Agreste (CRA), em Canhotinho, saiam do presídio pela manhã para trabalhar e teriam que retornar a unidade prisional a noite. O André pagava uma pena por tráfico e o Marinaldo por assalto e seriam liberados nos próximos meses para ficarem assinando no fórum. 
De acordo com o radialista da Rádio Liberdade Adriano Luis (FOTO ABAIXO), que é irmão de André, ontem as vítimas trabalharam normalmente e quando estavam retornando a canhotinho, Marinaldo que guiava o seu veículo, um Gol de cor cinza, placa PFX-0017, perdeu o controle da direção, o carro saiu da pista, subiu num barranco e pegou fogo, travou as portas e os dois amigos morreram queimados. Os corpos das vítimas que ficaram irreconhecíveis foram encaminhados para o IML em Recife. (por Blog do Adielson Galvão)    
 
 
 
 
 
 
 


BANDA MUSICAL SÃO JOSÉ: UM PATRIMÔNIO DE VERTENTES!

*Dr. Paulo Lima

Joca Souza Leão, cronista dos melhores, costuma dizer, que, para você escrever um artigo basta que lhe dêem o mote. E não é que ele tem razão? Não que eu seja cronista, longe disto, já que vocês, minha meia dúzia de fieis e pacientes leitores sabem que sou, sim, um grande enxerido! Mas, esta semana o meu prezado conterrâneo FERNANDO BARBOSA me fez um desafio, para que escrevesse um artigo sobre a nossa querida e centenária Banda de Música de nossa cidade, não menos querida, Vertentes. Aceitei de pronto, como enxerido que sou. E para mim não me custou nada, pois guardo desse tempo de quase infância, lembranças que jamais se apagarão da minha memória. E não somente lembranças, pois foi graças a esta Banda de Música que pude concluir os meus estudos! É que naquela época, por volta de 1971, 72, quando comecei a minha iniciação musical, minha família não tinha recursos financeiros para que eu pudesse custear os meus estudos e foi graças a esta profissão de adolescente que pude pagar as passagens de ônibus para a cidade de Surubim, onde cursei o Colegial, já que, não raras vezes, os meus pais sequer tinham o dinheiro da passagem de ônibus.  Como naquela época, já por volta de 1975/76, os prefeitos e chefes políticos da região costumavam valorizar esta autêntica cultura milenar das cidades interioranas, a banda de música era a principal atração das festividades religiosas da região e eu podia, com as chamadas tocatas, amealhar valorosos “trocados”, os quais davam para pagar as passagens e ajudar na economia de casa. E foi assim que terminei os meus estudos secundários, graças a esse grande patrimônio de nossa cidade!
Hoje, infelizmente, não é mais assim, pois os chefes políticos preferem gastar vultosas verbas dos cofres públicos com atrações musicais de gosto duvidoso, como o cantor Pablo (me desculpem o palavrão), por exemplo.  É que cantores desse naipe estão na moda, diriam vocês e respondo: quem sou eu para dizer o contrário! Afinal os donos do cofre são outros... Voltemos às recordações.
Lembro que comecei a estudar música por incentivo do meu primo Geraldo Pessoa, que para mim era como um irmão mais velho; um ano, se não me engano, cujas circunstâncias da vida nos fizeram trilhar caminhos absolutamente distintos, por conta de fatos que não gostaria de declinar nestas mal traçadas linhas.
 Lembro da Banda Musical São José desde criança, a abrilhantar (abrilhantar mesmo) as festividades do nosso Padroeiro, sob a regência do Maestro José Coelho. Naquela época não existia essa estória de curso superior de música; os alunos eram iniciados por músicos práticos, que tinham noções de teoria, as quais eram transmitidas para os alunos, de forma brilhante e catedrática, cabe ressaltar, a exemplo desse grande músico.    Não fui seu aluno, pois na ocasião já havia se afastado da regência.  A tarefa coube a Adolfo (não lembro o sobrenome), um clarinetista como nunca vi igual, que, nas horas principais do dia complementava a sua renda com o nobre ofício de sapateiro, tendo vindo de Toritama, nossa cidade vizinha, que na época era conhecida como a capital do calçado, para nos transmitir as primeiras lições.
Na minha época de criança a Banda de Música São José era uma das melhores da região, pois era composta de uma verdadeira seleção de craques. Lembro de alguns deles: Antônio Balbino, João Beato, João Morcego, Titico e Divaldo de Amaro Guarda, Manoel Tejo, José Agápito, meu tio, seu Júlio da tuba, dentre outros. Seu Júlio era uma figura... Era uma pessoa extremamente pacata, mas quando tomava “umas e outras” ficava valente que só, e passava a se autodenominar de “Júlio perigoso”, vejam vocês!   Ainda tive o prazer de conviver como colega de banda de todas estas figuras, que aos poucos foram sendo substituídas por novos colegas, a exemplo de GERALDO BARBOSA, mais conhecido como Geraldo dos Correios, GILVANDRO BARBOSA, “Zé Mangangá”, seu irmão, GERALDO PESSOA, meu primo, REGINALDO CABRAL, dentre outros... A Presidência da sociedade Musical São José das Vertentes, cabia, na época, a INÁCIO CAVALCANTI, um verdadeiro sacerdote, que, não raras vezes tirava dinheiro do seu próprio bolso, para custear despesas com a manutenção dos instrumentos musicais.
Sei que nos dias atuais o meu amigo GILVANDRO BARBOSA é o grande baluarte desta nobre instituição, a qual vive quase à míngua, já que os atuais mandatários da nossa cidade pouco ou quase nada fazem para manter vivo esse patrimônio de Vertentes.  Vez por outra doam um fardamento tinto sangue, para lembrar a cor da agremiação do seu partido, e lá vão os valorosos colegas, vestidos de vermelho... E não é só. Para que vocês tenham uma idéia do desprezo dessas pessoas para com a nossa Banda de Música basta registrar, que, por ocasião da reforma de sua sede, custeada pela prefeitura, cuja obra custou uma pequena fortuna, dizem que ainda surrupiaram parte do terreno dos fundos, que pertencia à nossa Banda de Música, vejam vocês!
Mas, apesar de todos esses percalços, segue ela firme na sua missão de preservar esta cultura milenar. Oxalá continue viva e orgulhando a nós, vertentenses, por mais alguns séculos!


*DR. PAULO ROBERTO DE LIMA é graduado em Filosofia pela Universidade Católica, bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Recife, advogado e atualmente exerce o cargo de Procurador Federal.