segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Professora morre de acidente com moto e a polícia investiga se ela foi vítima de latrocínio

CARUARU: Faleceu no início da noite deste domingo (15) na Avenida Adjá Casé, no bairro Indianópolis, no prolongamento do anel viário, próximo ao Caruaru Shopping, a professora, Shalon Judá Rodrigues, de 21 anos, que morava na Rua Irineu Florêncio de Menezes, no centro da cidade. 
Ela seguia no sentido centro guiando a sua motocicleta uma Fan preta, placa KKR-6873 e colidiu violentamente em um poste e morreu no local. Ela era filha única de um Sargento da Polícia Militar e era professora do Cebrac. 


O delegado da DEAH (Divisão Especial de Apuração de Homicídios) Dr. Sérgio Moura, disse que recebeu a informação de que a jovem teria sofrido uma tentativa de assalto e que os marginais estariam em um carro e trancaram a jovem que perdeu o controle e colidiu no poste, que com o impacto se deslocou 60 centimetros.
Ele afirmou que está investigando o caso e se for confirmado que ela sofreu o trancão o acidente será convertido em latrocínio, inclusive irá tentar identificar quem são os supostos assaltantes. 
O corpo da jovem foi encaminhado para o IML local. (FONTE: Blog do Adielson Galvão)
 
 

Ex-presidiária é executada com oito tiros de pistola

CAMOCIM DE SÃO FÉLIX: Um crime de morte foi registrado na noite deste domingo (15) no município de Camocim de São Félix, o fato ocorreu por volta das 22h30m na Rua São Cristóvão, no bairro do Cruzeiro. 
A vítima que estava sem documentos, era conhecida por “Nega Mônica”. Ela era usuária de drogas e já teve passagem pelo sistema prisional por furto e fazia pouco mais de um ano que saiu da cadeia. 
Mônica era de Caruaru, mais fazia algum tempo que vivia na cidade, ela foi perseguida e em seguida morta com oitos disparos de pistola calibre 380, sendo três na cabeça e várias cápsulas ficaram espalhadas pelo local. Pessoas relataram que a vítima correu e entrou na rua, que é sem saída, em uma tentativa inútil, de salvar a vida. 
O delegado da força tarefa de homicídios, Dr. Marcio Cruz, disse a imprensa que até o momento a polícia não sabe a motivação nem autoria do assassinato. Este é o primeiro crime de morte do ano de 2017 na cidade. O corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Caruaru. (FONTE: Blog do Adielson Galvão)

domingo, 15 de janeiro de 2017

ALCAÇUZ: Guerra entre facções deixa mortos no maior presídio de Natal.

NATAL: Passadas mais de doze horas do início da rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz e no Pavilhão Rogério Coutinho Madruga, na região metropolitana de Natal, a rebelião chegou ao fim na manhã deste domingo (15) e ainda não há atualização em relação ao número de mortos, feridos ou foragidos. 
Pelo menos um pavilhão, que abrigava cerca de 250 homens, foi totalmente destruído. De acordo com informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed/RN), já foram localizados 10 mortos espalhados pelos pavilhões rebelados com alguns deles, decaptados. Agentes penitenciários e policiais que atuam na unidade prisional, afirmaram que o número de mortos é muito maior. O Governo do Estado, porém, ainda não atualizou os dados.
Para conter a rebelião, homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar chegaram à unidade prisional no início deste domingo. A entrada deles nos pavilhões teve início por volta das 7 horas. 
O helicóptero da Sesed pousou no pátio externo da casa carcerária e reforçou as ações de contenção dos rebelados. Cerca de 40 homens da Força Nacional reforçavam a guarda externa da penitenciária para evitar fugas. 
A rebelião é fruto de uma disputa entre o Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Sindicato do Crime RN, faccção aliada à Família do Norte (FDN) e ao Comando Vermelho (CV).
 
A GUERRA ENTRE FACÇÕES - Primeiro Comando da Capital (PCC) e Sindicato do RN - motivou a rebelião. Presos do Pavilhão Rogério Coutinho Madruga, considerado de segurança máxima, escaparam das celas e pularam o muro. 
Depois eles cercaram o Pavilhão 3 e forçaram os presos que não pertencem a nenhuma das facções rebeladas a ajudá-los na invasão de outro Pavilhão. Em seguida, eles cercaram o Pavilhão 4 e renderam os presos, que integram o Sindicato do RN. 
A partir daí, foi iniciado o confronto. Além das mortes, filmadas e distribuídas em grupos de Whatsapp pelos próprios detentos, eles destruíram a estrutura física das celas. Além disso, atearam fogo em colchões e atiraram pedras contra agentes penitenciários e policiais militares que estão nas guaritas.
FAMILIARES: Do lado de fora, familiares aflitos aguardam notícias e clamam pela entrada da Polícia Militar nos pavilhões para a retomada do controle da maior unidade prisional do Rio Grande do Norte. 
A Penitenciaria Estadual de Alcaçuz tem capacidade para 620 homens, mas abriga cerca de 1.150. Construída numa região de dunas, cujo acesso é feito por estrada de barro, é cenário constante de rebeliões e mortes de presos. 
"Eu fui uma das últimas a sair da visita ontem (sábado). Era dia de visita nos pavilhões 1 e 4. Estava tudo tranquilo. Foi a gente sair, que começou isso. Não tenho notícia do meu marido. Ninguém passa informação e ninguém dos Direitos Humanos veio nos ajudar", relatou Natalia Melo, de 30 anos, mulher de um dos presos do Pavilhão 4. Antônio Neto, de 30 anos, cumpre pena por tráfico de drogas e homicídio.
Apesar das trocas de mensagens e telefonemas com os presos, Natália Melo não sabe se o marido está vivo. A aflição das mulheres é ainda maior pois os homens do BPChoque e Bope entraram na unidade para retomar o controle da rebelião. 
Elas temiam que mais mortes ocorressem. "Estou desesperada. Meu filho está machucado. Levou uma pedrada na cabeça, mas conseguiu fugir do pavilhão onde começou a rebelião. Tenho medo dele morrer. Ele fez 20 anos de idade há poucos dias, dentro dessa penitenciária", lamentou Cristiane da Silva, mãe de Josimar da Silva Firmino, preso por tráfico de drogas. (FONTE: Com informações de Ricardo Araújo - Especial para O Estado de S. Paulo)


sábado, 14 de janeiro de 2017

Segurança é executado na frente da farmácia onde trabalhava

CARUARU: O segurança, José Elinaldo da Silva, de 33 anos, foi executado com vários tiros na noite desta quinta-feira (12) em frente a farmácia onde trabalhava na Avenida João Soares de Lyra, também conhecida como a “Rua do Riacho Mocó” no bairro Divinópolis, próximo ao Bar Altas Horas. 
Ele estava sentado na moto e de repente chegaram dois elementos em uma motocicleta, o garupa desceu e foi de encontro a vítima e a executou com aproximadamente seis tiros de revólver. 
O Sargento Costa da ROCAM, falou que já existe um suspeito e que o nome foi passado para a Polícia Civil que é quem está investigando o homicídio e falou ainda que a vítima além de trabalhar como segurança dessa farmácia ainda trabalhava em shows e eventos e que possuía alguns desafetos. 
O delegado da DEAH (Divisão Especial de Apuração de Homicídios) Dr. Sérgio Moura, disse que as imagens dos bandidos matando a vítima estão sendo analisadas e que deverão ser presos a qualquer momento. O corpo da vítima foi encaminhado para o IML local. (FONTE: Blog do Adielson Galvão) 


quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Polícia prende assassino de garota de programa

CARUARU: Na manhã desta segunda-feira (09) foi assassinada com um tiro no peito direito ao lado do DNIT e próximo a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, a garota de programa, Amanda Marinho da Silva, de 28 anos (RELEMBRE O CASO AQUI). Ela era viciada em drogas (crack), de modo que devia uma soma em dinheiro ao traficante Marcos Antônio da Silva, vulgo "Marquinhos", de 18 anos, o qual solicitou apoio de Claudiano Luiz dos Santos, vulgo “NIQUINHO”, de 36 anos (FOTO ABAIXO), para executar a vítima, através de auxílio material. 
Só no IML foi constatado que a vítima foi morta com um tiro no peito, pois até então imaginava-se ter sido morta com uma facada, inclusive foram encontradas duas pedras de crack dentro de suas vestes e no IML também foram encontradas mais 15 pedras de crack dentro do seu ânus.
O delegado chefe da 19ª Delegacia de Homicídios de Caruaru, Dr. Francisco Souto Maior, informou que a sua equipe juntamente com a equipe Caça Homicida, NIA e o Sargento Valdemar e Soldado Simon, todos da Polícia Militar, de posse das informações sobre a autoria, prenderam o “Niquinho” na manhã de hoje na casa de sua genitora, no Bairro Santa Rosa e apreenderam a arma usada no crime, uma espingarda calibre 20 com cano serrado, sendo conduzido à 19ª DPH. 
 
 "Marquinhos", o outro autor do homicídio, está foragido, cujas diligências para sua captura ainda estão em andamento pela delegacia. O delegado autuou o criminoso em flagrante delito, pelo crime de homicídio e o mesmo será apresentado na audiência de custódia e o delegado afirmou que já solicitou junto a Vara do Júri da Comarca local, os mandados de prisões preventivas do “Niquinho” e do “Marquinhos”. (FONTE: Blog do Adielson Galvão)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Adolescente é assassinado na zona rural com mais de 20 tiros

GARANHUNS: Nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (9), populares que passavam por uma estrada do Sítio Imbaúba, na zona rural de Garanhuns, encontraram o corpo de um jovem com várias marcas de tiros. 
A Polícia Militar foi informada e comunicou o ocorrido a Polícia Civil que foi ao local e constatou que a vítima era Marcelo Godoy de Oliveira Júnior, de 15 anos, morador do Distrito de Iratama, em Garanhuns. 
O corpo do adolescente apresentava cerca de 20 perfurações de pistola calibre 9 milímetros e de revólver calibre 38. Várias cápsulas e projéteis foram encontrados ao lado do corpo. A mãe de Júnior, como ele era conhecido, se encontrava na delegacia de polícia registrando uma queixa de seu desaparecimento desde a noite anterior, onde ela relatou a polícia que seu filho havia sido levado de um bar naquele distrito, por vários homens em um carro, sendo que populares visualizaram alguns deles encapuzados. 
Ao término do registro do desaparecimento a Polícia Civil recebeu a informação que a vítima havia sido assassinada. Ainda segundo a Civil, na Delegacia de Homicídio que investiga o assassinato, ela relatou que seu filho era envolvido em assaltos, vinha sendo ameaçado e costumeiramente e andava com más companhias. Frequentemente estava chegando em casa com motos, dizendo que elas lhe pertenciam, porém ela afirma que ele não tinha qualquer trabalho que gerasse renda para comprar motos daquelas marcas. 
O corpo do adolescente foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, no Agreste pernambucano. Esse é o terceiro homicídio registrado no município e o 2º em menos de 24 horas. (FONTE: Blog do Adielson Galvão q Blog Agreste Violento)


DESAPARECIDO: Jovem de Gravatá do Ibiapina está desaparecido a mais de quatro dias

TAQUARITINGA DO NORTE: Desde a última quinta­feira (05), um jovem do distrito de Gravatá do Ibiapina, em Taquaritinga do Norte, está desaparecido. 
Segundo informações de familiares e amigos, o desaparecimento ocorreu após o rapaz sair com uns amigos para beber, não retornando para a sua residência. 
LAYSFESON WILLIAN ALVEZ é mais conhecido como ''LAYFINHO'', tem 22 anos de idade, é de cor morena, estatura aproximada de 1,66m, magro, tem bigode, tatuagens no braço e na cintura e estava com uma camisa de cor goiaba e short azul com listra branca no dia do desaparecimento. 
A família está desesperada a procura do rapaz e já foi feito o boletim de ocorrência, mas até agora não há informações sobre o jovem. Qualquer informação sobre o paradeiro do jovem, favor entrar em contato com: (081) 98167­1354- RONILSON; (081) 98131­4611-ROSÂNGELA OU (081) 98187­4053 HAYLLANA.