sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Pastor de igreja evangélica é morto a tiros em estrada vicinal

OROBÓ: O Pastor Evandro Krillis que fazia parte da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Vida e Paz, localizada na Vila Chã do Rocha, em Orobó foi assassinado a tiros, no fim da manhã desta sexta-feira (20), em uma estrada de barro nas proximidades do município de Orobó, em Pernambuco. 
O pastor era paraibano, casado e morava no município de Natuba, no Agreste paraibano, a 140 km de João Pessoa. De acordo com o delegado da Polícia Civil em Natuba, Dr. Orleide Paulo Lacerda, o pastor saiu de casa, em Natuba, acompanhado da esposa e de uma mulher e estava indo para a cidade de Orobó, quando foi interceptado por bandidos. 
“Ele seguia em seu carro para Orobó, mas bandidos interceptaram o veículo e efetuaram diversos disparos de arma de fogo. O pastor não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 
Como o crime foi em Pernambuco, ele vai ser investigado pela Polícia Civil de lá”, contou o delegado. (FONTE: Blog do Edinho Soares / Blog Portal Correio)




 

3 comentários:

  1. Em 2012, O Pastor sofria ameaças de pessoas ligadas ao grupo político que perdeu as eleições. Recentemente, recebia ameaças de outras pessoas. De outras pessoas? Quem? Ninguém viu nada? Uma estrada estreita. Quem "lucra" com a morte dele, pastor? Que sociedade hipócrita. Ninguém viu nada. A omissão é uma falta grave. Não importa a motivação. Ninguém tem o direito nem pode tirar a vida de outra pessoa. Acreditamos que a inteligência superará a força. Os culpados serão encontrados. Se a população ajudar, acontecerá mais rápido. Alguém sabe de um carro branco provavelmente roubado nos dias que antecederam o assassinato? Carro branco provavelmente roubado nas cidades vizinhas. Ligue para a delegacia de Orobó. Peça sigilo, conte de forma anônima. Ajude a polícia, ajude outras pessoas que estão a mercê desses covardes.

    ResponderExcluir
  2. Blogueiros podem ajudar coletando informações de carros brancos roubados próximo dessa data, 20/11. Consciência.

    ResponderExcluir